segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Confraternização de fim de ano da MYVT MG

Mais de 80 convidados, entre mestres, membros e familiares da Moy Yat Ving Tsun de Minas Gerais estiveram presentes na confraternização de fim de ano, como sempre, realizada na casa do chef argentino Gustavo Roman, um grande amigo da Família Kung Fu.
O Pizza Sur Savassi foi mais uma vez o palco da festa de fim de ano. Si Fu Anderson e Si Mo Carla homenageiam o chef Gustavo Roman com uma caligrafia trazida da China.
O Mestre Sênior Anderson Maia realizou a tão esperada mostra de Baat Jaam Do, as facas duplas do Ving Tsun Kung Fu, como o faz desde 2000, em toda festa de fim de ano. Antes da rara demonstração, os três mais antigos tutores da 12a. geração residentes no Brasil - Paulo de Figueiredo, Pedro Naves e Helder Lima - apresentaram os níveis superiores do Sistema Ving Tsun: "108 Muk Yan Jong", "6 e 1/2 Luk Dim Bun Gwan" e "8 Baat Jaam Do".
Como ocorrem em anos novos na China, houveram demonstrações públicas de Kung Fu. Mestre Anderson Maia apresenta as facas duplas "Baat Jaam Do".
Da 11a. geração de Minas Gerais, prestigiaram o evento os mestres Leonardo Mordente e Guilherme Freitas; os mestrandos Tunico Caldeira, Ana Paula Mendonça, Liana Lott e Oscar Lima, além dos tutores Cláudio Martinez, Rafael Bianchetti, Humberto Cotta e Henrique Assis, todos acompanhados de seus cônjuges.
O Clã Moy de Minas Gerais na festa de fim de ano.
Ao final, os líderes locais, Si Fu Anderson Maia e Si Mo Carla Maia, fizeram os agradecimentos por mais um ano de plena atividade e aproveitaram a confraternização para lançarem o evento de 30 anos da Denominação MYVT em MG, em 2020.

No dia 8/1 inicia-se as atividades de 2020. Feliz Ano Novo!!!

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Mestre Anderson Maia realiza projeto documental na China - Post 1

Desde 2009 o Clã Moy Yat mundial realiza turnês à China, sob a bandeira do projeto "On Board the Red Boat". Não que antes disso, desde a reabertura do grande asiático em 1978, mestres e membros da Moy Yat Ving Tsun não viajaram para as terras de origem do Kung Fu. O próprio patriarca Moy Yat esteve por lá muitas vezes, sempre acompanhado de discípulos.

A diferença, ocorrida em 2009, foi o trabalho do mestre brasileiro Leonardo Mordente (Moy Lei On) em catalogar mais de cem endereços e localidades na China, com base na herança e informações deixadas pelo Patriarca Moy Yat, um profundo estudioso em genealogia e história do Ving Tsun.

O mestre Anderson Maia (Moy On Da San), além de fundador da MYVT em Minas Gerais, cultiva a arte da Fotografia há décadas, sendo ele o único fotógrafo oficial da coletânea de selos denominada "Ving Tsun Kuen Kuit". Nas turnês anteriores para a China, Si Fu Anderson realizou registros para o projeto, acompanhando uma grande comitiva, que tinha como objetivo visitar antigas escolas, desde o templo Shaolin do Sul à Hong Kong. 

Na viagem desse ano, o único objetivo era a imagem documental, em especial, as poucas ruas de Foshan que ainda perduram sob a grande e moderna metrópole que vem sendo erguida nos últimos anos, na cidade berço do Ving Tsun Kung Fu.

Numa série de publicações, à partir dessa, teremos até o fim do ano chinês do porco (24/1/20) uma amostra desse projeto, até o lançamento do livro oficial de Anderson Maia.

A "Rua dos Palitos" (KUAIZI LU):
Casas hoje abandonadas foram no século XIX as residências de grandes mestres como Leung Jaan, do Ving Tsun, e Wong Fei Hung, do Hung Ga, ambos conhecidos como "reis do Kung Fu" em sua época.
Edifícios e casarões da antiga arquitetura chinesa conhecida como "telhados de orelha" dominavam a paisagem urbana de Foshan, hoje raramente vista na moderna cidade (Foshan. Nov/20 - Anderson Maia).

Estado atual da Kuazi Lu, a rua onde estivera outrora a famosa Farmácia do Dr. Leung Jaan, o sexto patriarca do Ving Tsun. Com um entorno amplamente reconstruído e modernizado, essa travessa é um dos poucos lugares que ainda persistem construções antigas e semi-abandonadas (Foshan. Nov/20 - Anderson Maia).
Entroncamento de ruas da Kuaizi Lu: locais onde viveram várias gerações do Ving Tsun no século XIX e idos do séc. XX (Foshan. Nov/20 - Anderson Maia).

www.myvtmg.com.br

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Mestre Anderson Maia fará nova viagem à China

Anderson Maia, além de mestre do Ving Tsun Kung Fu, é também fotógrafo, desde quando iniciou sua carreira na Moy Yat Ving Tsun, há quase 30 anos.
Motivado pelo próprio patriarca Moy Yat em sua primeira visita ao Brasil, em agosto de 1990, quando Anderson Maia fez os seus primeiros registros em sua mecânica câmera fotográfica. 
Entre 1990 e 2000, ele foi indicado pelo Grão-Mestre Leo Imamura como "Fotógrafo oficial da MYVT no Brasil", nas seis visitas do honorável líder do Clã.
Em 2009, com o projeto "A Bordo do Junco Vermelho", Si Fu Anderson fez a sua primeira incursão fotográfica na China, com a presença da Madame Helen Moy e uma grande comitiva, de grão-mestres e mestres, visitando do templo Shaolin à Hong Kong. 
Continuada em 2012, em comitiva liderada pelo Mestre Leonardo Mordente, fez a sua segunda viagem. 
Em novembro próximo, ele viajará pela terceira vez, tendo agora a finalidade exclusiva a Fotografia.
Anderson Maia em Foshan, no tambor de Dança do Leão (foto: Leonardo Mordente - Foshan)
3a. Viagem à China - Primeira parada: Hong Kong Kowloon
A ilha onde viveram os patriarcas Ip Man e Moy Yat, entre os anos 50 e 70, promovendo a expansão mundial do Ving Tsun (Wing Chun).
Foto de Anderson Maia em avenida da ilha "9 dragões" (Kowloon).
3a. Viagem à China - Segunda parada: Hong Kong New Territories
Região da ilha sino-britânica onde encontra-se a lápide do Patriarca Ip Man. Local onde praticantes de Ving Tsun de todo o mundo visitam para prestar respeito ao oitavo ancestral do Ving Tsun.
Foto de Anderson Maia da placa que indica a lápide do grande patriarca.
3a. Viagem à China - Terceira parada: Macau
A ilha luso-chinesa de Macau fez parte da vida do Patriarca Ip Man, onde lá até hoje existem escolas de Ving Tsun ligadas ao grande mestre.
Foto de Anderson Maia do centro histórico de Macau.
3a. Viagem à China - Quarta parada: Foshan, a meca do Kung Fu
Berço do Ving Tsun onde viveram todos os ancestrais da arte, até chegar ao Jung Si Ip Man. Será a cidade onde o Mestre Anderson Maia dedicará mais tempo para o registro fotográfico, em diversos locais da história do Kung Fu.
Foto de Anderson Maia sobre Vielas de Foshan, onde muitas histórias se passaram.
3a. Viagem à China - Quinta parada: Vila Gulo
No entorno de Foshan, a vila Gulo é o local onde nasceu e morreu o sexto patriarca, o lendário Dr. Leung Jaan.
Foto de Anderson Maia da entrada da Vila Gulo, do ancestral Leung Jaan.
3a. Viagem à China - Sexta parada: Vila Shunde
Shunde é uma região de Foshan, onde nela há uma vila onde nasceu e morreu o sétimo patriarca, Chan Wa Sun, o mentor de Ip Man.
Foto de Anderson Maia da fachada da mansão da família do ancestral Chan Wa Sun.
3a. Viagem à China - Sétima parada: Guangzhou
Capital de Cantão, Guangzhou é uma das maiores cidades da China, fazendo divisa com Foshan. Pela proximidade à "cidade natal" do Ving Tsun, muito se tem à explorar do universo marcial de lá.
Foto de Anderson Maia da fachada da escola de ópera de Guangzhou.
3a. Viagem à China - Oitava parada: Hong Kong Island
HK Island é considerada o centro econômico de Hong Hong, desde a antiguidade. Nesse local viveu o Patriarca Ip Man na juventude, no começo do século XX.
Foto de Anderson Maia das famosas escadarias de HK Island.
Visite o website sobre o projeto de resgate da história do Ving Tsun:

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Visita do Grão-mestre Leo Imamura à Belo Horizonte para Titulação Tutorial

No fim de agosto, em virtude do completar dos 29 anos de atividades da Moy Yat Ving Tsun em Minas Gerais, o mestre sênior Anderson Maia convidou o Grão-mestre Leo Imamura a visitar o Núcleo Belo Horizonte Savassi.

O motivo central da visita foi atualizar o atual corpo de tutores do tri-decano núcleo mineiro quanto ao "Processo de Titulação Tutorial", da 11a. e 12a. geração de membros. Da Família Moy On Da San, são os abaixo citados, os tutores e suas respectivas classes, indicadas pelo Si Fu Anderson Maia, com o aval do líder do Clã Moy Yat Sang, referido Si Gung dos indicados:


Classe "Tutor Sênior"
1. Pedro Gontijo (Moy Go Ji), Tutor Sênior e Mestrando de 12a. geração.
2. Paulo de Figueiredo (Moy Lei Do), Tutor Sênior em fase de qualificação e Mestrando de 12a. geração.
3. Pedro Naves (Moy Dak Lo), Tutor Sênior em fase de qualificação e Mestrando de 12a. geração.
4. Helder Lima (Moy Wut Dei), Tutor Sênior em fase de qualificação e Mestrando de 12a. geração.

Classe "Tutor Especialista"
1. Thiago Rochael (Moy Dei A Go), Tutor Especialista em fase de qualificação.
2. Luiz Loureiro (Moy Lui Yi), Tutor Especialista em fase de qualificação.
3. Tatiana Cintra (Moy Taap Tai), Tutor Especialista em fase de qualificação.
4. Erick Abreu (Moy Hei Lik), Tutor Especialista em fase de qualificação.


Classe "Tutor Pleno"
1. Rafael Lembi (Moy Laai Fai), Tutor Pleno em fase de qualificação.
2. Niels Pedersen, Tutor Pleno em fase de qualificação.

Classe "Tutor Assistente"
1. Daniel Balparda (Moy Ba Daat), Tutor Assistente.
2. Thiago Lima, Tutor Assistente.
3. Victor Leal (Moy Wik To), Tutor Assistente em fase de qualificação.
4. Vinicius Dutra (Moy Wei Ning Si), Tutor Assistente em fase de qualificação.

Além dos supracitados, os seminários de tutorização contaram ainda com as presenças:
1. Si Fu Terryann de Angeles, da Philadelphia.
2. Mestre Leonardo Mordente.
3. Mestre Washington Fonseca, de São Paulo.
4. Mestre Francisco Ferrero, de São Roque.
5. Mestre Rodrigo Giarola.
6. Mestrando Antônio Caldeira.
7. Mestranda Liana Lott.
8. Mestrando William Nogueira.
9. Mestranda Bruna Piantino.

Por fim, foi anunciado ao Grão-Mestre Leo Imamura, líder da MYVTMI, e todas honoráveis presenças a Cerimônia de Titulação de Mestre de 11a. e 12a. geração, na celebração dos 30 anos da MYVT MG, prevista para agosto de 2020.

www.myvtmg.com.br

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

8/8/88 A fundação da Família Moy Yat Sang no Brasil

No dia 8/8 de 1988 o Patriarca Moy Yat deu autorização formal para que o seu então discípulo, Leo Imamura, fundasse a Família Moy Yat Sang no Brasil. Confira abaixo 8 de centenas momentos marcantes dessa trajetória do Grão-Mestre Leo Imamura, atual líder do Clã, no completar dos 31 anos de sua Família Kung Fu e da introdução da MYVT no país:

1 - 1989: Um ano após a autorização para fundar a Família Kung Fu no Brasil, Leo Imamura recebe de seu mentor o Jiu Paai de número 8 do Clã Moy Yat.

2 - 1990: Patriarca Moy Yat visita pela 1a. vez o Brasil, certificando o trabalho do então Núcleo Central, em São Paulo, e acompanhando a abertura de núcleos em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Buenos Aires, dentre outras cidades.

3 - 1994: Patriarca Moy Yat e Madame Helen Moy vêm ao Brasil para o matrimônio do Grão-Mestre Leo Imamura e Sra. Vanise Imamura.

4 - 1995: A Família Moy Yat Sang inaugura na capital paulista uma grande sede, o "Núcleo Central", sendo na época a maior escola com a Denominação MYVT, em todo o mundo.

5 - 1998: Nos 10 anos completados da FMYS, o Patriarca Moy Yat e sua esposa, Madame Helen Moy, visitam o Rio de Janeiro para a celebração.

6 - 2000: O Patriarca Moy Yat visita, pela última vez, o Brasil em todas as escolas da MYVT (São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Niterói).   

7 - 2009: A Família Moy Yat Sang viaja para à China oficialmente, sendo o retorno do Grão-Mestre Leo Imamura à Hong Kong, desde à sua primeira viagem, em 1987. A comitiva brasileira esteve acompanhada da líder Helen Moy e os grão-mestres Micky Chan, Pete Pajil e Miguel Hernandez.

8 - 2017: Na nova fase da International MYVT Federation, Madame Helen Moy celebra o seu aniversário junto ao Clã Moy Yat Sang, na capital Brasília - DF, com a presença do atual presidente da federação, Grão-Mestre Henry Moy, vindo também de New York.  

Agende sua visita ao Núcleo Belo Horizonte Savassi:
www.myvtmg.com.br

terça-feira, 9 de julho de 2019

Dia Memorial do Ving Tsun comemorado em Belo Horizonte


O Dia Memorial do Ving Tsun é uma data celebrada desde 1968, elegida pelo Patriarca Ip Man, em Hong Kong, na fundação da primeira entidade jurídica do Kung Fu na então ilha sino-britânica - Hong Kong Ving Tsun Athletic Association.


O Mestre Anderson Maia, líder da Família Moy On Da San e fundador da MYVT MG, reuniu a família Kung Fu na noite do dia 8 de julho para celebrar tal data.


A Mesa Ancestral da escola MYVT do bairro Savassi recebeu no dia memorial obras que citam o Patriarca Ip Man à época da fundação da primeira associação.


Si Fu Moy On Da San apresentando a obra que cita descendentes do Patriarca Ip Man de três gerações (Moy Yat - Moy Yat Sang - Moy On Da San).


Para memorar também os pratos típicos cantoneses, costume do Patriarca Ip Man e conterrâneos, um "Dim Sum" abriu o jantar da Família Kung Fu.  


"Sopa Trovão", típica cantonesa, foi o prato de inverno escolhido para memorar a data. 


Membros da MYVT MG no jantar do Memorial do Ving Tsun.

Agende sua visita ao núcleo:


segunda-feira, 1 de julho de 2019

Visita de William Moy e John Tsang ao Brasil


O Clã Moy Yat Sang do Brasil contou com a honrosa presença de dois grandes herdeiros do Kung Fu do Patriarca Moy Yat: Grão-mestre William Moy, filho natural e diretor da MYVT NY Queen´s; e Mestre Sênior John Tsang, discípulo de número 10 de Moy Yat e consultor profissional da arte da harmonização chinesa "Feng Shui". Ambos estiveram no Brasil à convite do Grão-mestre Leo Imamura, a fim de inaugurar o "Moy Yat Institute", na exata data em que o Patriarca Moy Yat completaria 81 anos de idade, 28 de junho.  

Grão-mestre Leo Imamura realizando à abertura oficial, anunciando a presença dos grão-mestres e a inauguração do Instituto Moy Yat, em São Paulo.

William Moy, John Tsang e Leo Imamura: três distintos herdeiros do Patriarca Moy Yat. O filho do patriarca abriu a manhã de sábado com a palestra "Moy Yat, meu pai e meu Si Fu".

O jovem John Tsang (no meio, atrás do patriarca), com alunos e discípulos de Moy Yat nos anos 70, dentre eles Lee Moy Shan, Moy Four, Micky Chan e Dan Inosanto.

William Moy, ainda criança, na escola do Brooklyn de NYC, nos anos 70.

A Mesa Ancestral (San Toi) e todas as instalações do novo espaço receberam atenção especial da consultoria de Feng Shui do mestre John Tsang.

No Sábado à tarde, Grão-mestre William Moy ministrou um seminário de Chi Sau, abordando o exercício "mestre" do Ving Tsun Kung Fu, podendo mostrar o seu suave e eficaz Kung Fu. 

A placa oficial do Instituto Moy Yat: a silhueta do patriarca e uma "caixa", em alusão à um local onde tudo do sábio mestre poderá ser guardado.

Jantar de gala, no elegante restaurante Rubayat, onde primeiro discursou o Grão-mestre William Moy.

Discurso no jantar de gala do Mestre Sênior John Tsang.

Mestre Anderson Maia presenteando seu Si Baak John Tsang, com a camisa de futebol do Brasil, contendo o seu nome e o número 10, por ser John Tsang o décimo discípulo de Moy Yat. 

O aniversário da Sra. Vanise Imamura, co-líder do Clã Moy Yat Sang, foi celebrado na mesma ocasião.

O próprio mestre John Tsang completou 60 anos no dia 29, onde a família kung fu comemorou no domingo à noite.

Grão-mestre William Moy em Seminário de Mui Fa Jong, reservado aos membros vitalícios. Na foto, uma abordagem no aparelho Geuk Jong, com a raridade de ter dez estacas.

O próprio Patriarca Moy Yat em histórica pose no Geuk Jong, em 1998. Mais de 20 anos depois, seu filho mantém o seu legado e conhecimento vivos.