sábado, 1 de dezembro de 2018

USA TRIP 2018 - 78o. Aniversário de Madame Helen Moy

Foto Oficial do 78o. Aniversário de Madame Helen Moy - NYC 2018
O Clã Moy Yat Sang, liderados pelo Grão-Mestre Leo Imamura e Sra. Vanise Imamura, em mais um ano, prestigiou o aniversário da Madame Helen Moy, organizado em 2018 na cidade de New York.
Além dos líderes, a comitiva brasileira contou com a presença dos mestres Anderson Maia, Leonardo Mordente e Domênico Venturelli. Da família Moy On Da San, de Minas Gerais, estiveram a Sra. Carla Maia, os tutores Pedro Naves, Thiago Rochael e Erick Abreu, e ainda, Ananda Fialho. A norte-americana Terry Ann se juntou aos brasileiros, em todos os eventos. Segue o dia a dia dessa intensa viagem de "Vida Kung Fu":

1o. dia - Visita à Chinatown e os locais históricos do Patriarca Moy Yat
Portal de Chinatown de Manhattan.
A comitiva brasileira chegou um dia antes que os líderes do Clã Moy Yat Sang e aproveitaram o tempo para conhecer Chinatown de Manhanttan, epicentro da trajetória do Patriarca Moy Yat entre os anos 70 e 2000.
Família Moy On Da San na histórica sede mundial da MYVT.
A antiga sede mundial, na 45 East Broadway, foi mostrada pelo Si Fu Anderson Maia, onde ele memorou vários acontecimentos desse histórico Mo Gun, aberto em 1978 e só encerrado no ano de 2008, quando o prédio foi interditado para ampla reforma para total ocupação de um banco chinês.
Si Fu Anderson, Si Mo Carla, Mestre Leonardo, Pedro, Thiago, Erick e Ananda no Dim Sum.
Realizar um "Dim Sum" (típica refeição cantonesa) nas imediações da antiga escola do Patriarca Moy Yat, é um dos momentos onde se pode sentir a atmosfera do aprendizado com ele no passado, onde entre uma prática e outra, a família Kung Fu se reunia para conversar e continuar aprendendo, sob uma mesa redonda regada de chá e quitutes chineses.

Conhecer o Mercado Chinês, no final da East Broadway, percebe-se que os chineses de New York têm exatamente a mesma sensação de estarem vivendo em seu país natal, apesar das milhas de distância.
Famosa loja de artes marciais de Chinatown, na Bute Street.
O dia em Chinatown terminou na decana loja e livraria Bok Lei Po, única na cidade dedicada exclusivamente à artigos de Kung Fu.

2o. dia - Prática em parque de Chinatown e jantar de feriado na família Hernandéz
Sempre na última quinta-feira de novembro, os americanos tem o seu mais importante feriado de família. O chamado "Thanksgiving Day", ou dia de ação de graças.
Prática de Ving Tsun Kung Fu no Columbus Park em Chinatown.
Si Fu Anderson Maia convidou os seus discípulos - Pedro, Thiago e Erick - para despertarem bem cedo no feriado e conhecerem o "Columbus Park", local de Chinatown onde há muito se pratica Kung Fu, amistosamente. A sensação térmica de 9 graus negativos do dia não impediu a comitiva de praticar o Siu Nim Tau e vivenciar Chi Sau, ao lado de alguns outros praticantes de Kung Fu, que lá já estavam.
Grão-Mestre Miguel Hernandéz com o típico peru do Thanksgiving.
No início da noite, finalmente a comitiva se reuniu na residência do Grão-Mestre Miguel Hernandéz, no Brooklyn, para o típico jantar de "ação de graças". Grão-mestre Leo Imamura e Sra. Vanise Imamura já estavam hospedados, quando a anfitriã, Sra. Melinda Hernandéz, carinhosamente recebeu toda a comitiva brasileira.
Sibakmo Melinda Hernandéz como anfitriã do jantar de ação de graças.
3o. dia - Entrevista reservada com a Madame Helen Moy
Na sexta, após o feriado, foi agendado o primeiro encontro com a líder do grande Clã Moy, Madame Helen Moy, motivo maior da viagem.

Além da líder, encontraram com a comitiva brasileira os grão-mestres William Moy e John Tsang. Após um "Yam Cha" em Manhattan, todos se dirigiram para a residência da Família Moy.
Madame Helen Moy concedendo entrevista em sua própria residência.
Mediado pelo mestre Leonardo Mordente, Madame Helen Moy foi entrevistada, em língua nativa, por William Moy e John Tsang, memorando fatos importantes do Kung Fu em Hong Kong, entre os anos 50 e 70, quando o Patriarca Moy Yat era um dedicado discípulo de Jung Si Ip Man.

Grão-mestre Leo Imamura e sua esposa Vanise, aproveitaram o honroso convite de Madame Helen Moy e trocaram boas conversas, após a entrevista formal, num jantar.

4o. dia - Prática na MYVT Brooklyn e o Banquete de aniversário
GM Miguel Hernandéz em seu Mo Gun do Brooklyn.
O sábado começou com a visita à escola do Grão-Mestre Miguel Hernandéz, há décadas estabelecida no Brooklyn. Além da prática do Ving Tsun, foi lá que ocorreu o encontro dos grão-mestres, com a chegada do Grão-mestre Sunny Tang, acompanhado de Wayne Belonoha, para iniciar a reunião sobre a viagem à China (vide abaixo). O encontro no Mo Gun Brooklyn se estendeu até o restaurante chinês, próximo à escola, e mais um Dim Sum ocorreu.
GM Miguel recebendo o GM Sunny Tang, vindo de Toronto.
A Celebração do Aniversário de Madame Helen Moy
Enfim, o grande clã, agora com dezenas de mestres e membros de todas as partes dos EUA e do exterior, estavam juntos em Chinatown do Queen´s, no China Seafood Restaurant, aguardando a aniversariante, Madame Helen Moy.
Os familiares de Madame Helen Moy em seu aniversário.
O banquete agregou, como sempre, importantes personalidades do Clã Moy, dentre eles, Sunny Tang, John Tsang, William Moy, Julian Cordero, Pete Pajil, Miguel Hernández, Leo Imamura, Tyrone Anthony, Henry Semper, Samuel Harrys, Herbert Medina, Steven Manchester, James Moy, Alan Hays, Thornton Williams, Erick Lee, Jay Hitchman, dentre outros. Alguns grão-mestres não estiveram presentes por que já estavam na China, para o evento internacional.
A comitiva brasileira no 78o. Aniversário da líder do Clã Moy.
Dentre fotos, conversas e homenagens pelos 78 anos de Madame Helen Moy, organizado pelo mais antigo discípulo do Grão-mestre William Moy, Dai Si Hing Steve Cheung, os presentes puderam desfrutar de ricos momentos, fortalecendo o laço entre os descendentes do Patriarca Moy Yat.
Sra. Vanise Imamura com o organizador da festa, Tutor Steve Cheung.
5o. dia - Visita à lápide do Patriarca Moy Yat
Yam Cha para seguir viagem à Lápide de Moy Yat.
Como em todo o ano, após a celebração do aniversário, o grande Clã se mobiliza para ir ao Cemitério, Kensico, para prestar respeito em frente à lápide do Patriarca Moy Yat.
John Tsang conduzindo a visita à lápide do Patriarca, conforme normas do Fong Sui.
Sob a liderança de John Tsang, mestre de Fong Sui (geomancia chinesa), vários e cuidadosos procedimentos em frente à lápide ocorreram, para criar a sintonia entre os presentes e o "espírito de Moy Yat", sem qualquer cunho religioso. Após os devidos respeitos ao patriarca, uma refeição chinesa é compartilhada, ainda rodeada à lápide. Um momento de muita emoção, que envolve o sentimento de saudade e gratidão ao fundador da Moy Yat Ving Tsun.

6o. dia - Visita às escolas da Philadelphia e do Queen´s
Grão-Mestre Pete Pajil com os brasileiros, na MYVT Philadelphia.
A comitiva, em seu último dia, se dividiu. A família Moy On Da San foi prestigiar o Grão-mestre Pete Pajil, na Philadelphia. Grão-mestre Leo Imamura e Sra. Vanise Imamura permaneceram em New York para visitar a escola do Grão-Mestre William Moy, no Queen´s, onde lá se despediram da Madame Helen Moy.
Entrada da MYVT Phila, no coração de Chinatown.
Os tutores Pedro Naves, Thiago Rochael e Erick Abreu puderam conhecer o Mo Gun de Philadelphia, sendo atualmente a maior escola de Kung Fu do Clã Moy, ocupando um andar inteiro de um prédio, no centro de Chinatown.
O amplo Mo Gun da Philadelphia.
O Grão-Mestre Pete Pajil recebeu os brasileiros com a alegria de sempre. A família Moy Bah Hugh convidaram os visitantes para um jantar, após a prática no Mo Gun.
Turismo na famosa estátua de Rocky Balboa.
Durante o dia, os membros da Família Moy On Da San foram visitar os importantes museus da Philadelphia, além da famosa "estátua e escadas de Rocky Balboa", uma atração turística imperdível para quem vai à cidade.
7o. dia - Mestres viajam rumo à China para evento internacional
Mestre Domenico Venturelli na China, pós o evento dos EUA.
Após encerrar o evento de aniversário da Madame Helen Moy, em New York, alguns grão-mestres, mestres e membros do clã foram imediatamente ao inédito evento, em Foshan, China: o "I Wing Chun World Open Competition", o primeiro campeonato mundial de Ving Tsun (Wing Chun) organizado pela federação internacional de Wu Shu, com amplo apoio do governo chinês. Do Brasil, o Mestre Domênico Venturelli viajou para representar o Grão-Mestre Leo Imamura, esse convidado para compor a mesa de júri do evento.

A comitiva brasileira, em nome do Clã Moy Yat Sang, agradece à todos os líderes e membros da MYVT dos EUA, pelo acolhimento e atenção desprendida durante uma semana, em especial, à Madame Helen Moy e seu filho, Grão-mestre William Moy.